Anaschist Art: how this blog was born

Posted By Rafael Reinehr on maio 17, 2020 | 0 comments


This blog was born in an impetus. A spark. I was navigating through Instagram, about 1 hour ago. It was then that I saw the picture below, in the profile of Cindy Milstein (@cindymilstein), American anarchist that I come to know because of his book, Anarchism and It’s Aspirations (2010) – that I had the honor to comment and adapt to Portuguese, on 2013, and was published by AntiEditora as O Anarquismo e Suas Aspirações.

Seeing that color contrasts, remembered me and made me feel the anarchist mission, ethics and principles that once inspired me, and at that moment, I realised again how beautiful is the proposals of this socio-economical-and-political theory and way of living and, for more utopia it should seem – how is it worth to utilize it’s paradigm to give sense to our lives.

That being said, I decides to create immediately a blog to store this and other “arts related to a more solitary, pacific, convivial, equanimous, just world, created to celebrate this momentos in which humanity behaves so exceptionally well toward the common good”.

So, welcome to this little documental and artistic adventure. If you want to contribute, sharing some kind of art that can be shown here, please keep a comment with your e-mail, telegram/signal or other form of contact. Or find me googling or sending me a DM at @dr.rafaelreinehr.

PS: The video about the creation of this blog (in Brazilian Portuguese) can be seen here: https://www.instagram.com/tv/CATAvaeJvzi/. Probably on Thursday I’ll be posting it on Cada Vez Melhor channel, on Youtube.

Namaskar!

Rafael Reinehr
May 17, 2020.

@ @ @ @ @

Este blog surgiu em um ímpeto. Uma faísca, uma fagulha. Estava navegando pelo Instagram, há cerca de 1 hora atrás. Foi aí, que vi a imagem abaixo, no perfil da Cindy Milstein (@cindymilstein), anarquista norte-americana que conheci em função de seu livro, Anarchism and It’s Aspirations (2010) – que tive a honra de comentar e adaptar para a língua portuguesa, em 2013, publicado pela AntiEditora como O Anarquismo e Suas Aspirações.

Ver esse contraste de cores, me lembrar e sentir a missão, as éticas e princípios anarquistas me inspiraram, na hora, de quão linda é a proposta desta teoria socio-político-econômica – por mais utópica que pareça – e de quanto vale a pena utilizarmos seu paradigma para nortear (ou sulear, ou dar sentido, como preferimos)  a nossa vida.

Assim, decidi criar de imediato um blog para armazenar esta e outras “artes relacionadas a um mundo mais solidário, pacífico, convivial, equânime e justo, criado para celebrar esses momentos nos quais a humanidade se comporta de forma tão excelente, em direção ao bem de todos, ao bem comum”.

Então, seja bem-vindo a esta pequena aventura documental e artística. Se você quiser contribuir com ela, compartilhando algum tipo de arte que pode ser mostrada aqui, deixe um comentário com seu e-mail, telegram/signal, ou outra forma de contato.

PS: Poste hoje o vídeo que fiz sobre a criação deste blog no Insta (aqui: https://www.instagram.com/tv/CATAvaeJvzi/) e, provavelmente na quinta lá no Cada Vez Melhor, no Youtube. Se assim o fizer, compartilharei o(s) link(s) aqui.

Namaskar!

Rafael Reinehr
17 de maio de 2020.

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.